Afinal o ciso podia ter ficado…

As dores de dentes voltaram (e não é o ciso)… brufen atrás do brufen não era sistema. Então lá fui eu solicitar mais uma consulta de urgência.
Resultado: Afinal a dor era do primeiro molar, assim sendo foi preciso iniciar o processo de desvitalização. Mais duas sessões e acaba-se a dor.

Quando a médica acabou o tratamento nem me consegui levantar da cadeira de atordoada que estava pelas duas anestesias que me deram… Que raio! Foi preciso dormir 1h quando cheguei a casa para recuperar.

Downton Abbey

Descobrimos esta série na SIC, por acaso.
Devorámos a 1.ª serie, a 2ª série e vamos agora ver os episódios que nos faltam, e que já saíram, da 3.ª série.

Será que vamos ver o casório da Edith? E os bebés da Sybil? O que acontecerá com o casal Mary e Matthew?
E com os criados? Conseguirão provar a inocência do Bates? E a miss O’Brien, expiará as suas maldades juntamente com o interesseiro Thomas? E a inocente Daisy, continuará a ser cozinheira?

Estamos completamente viciados…

SPOILER ALERT!

Coisas de gaja…

Viemos de Itália a semana passada e a pergunta recorrente é:
– E compras?? o que compraste?
Ao que respondo:
– Se comprasse era algo que não houvesse cá tipo Dior, Channel ou Fendi…

Aqui vai o meu moço dos recados carregando as minhas 3 sacolas Fendi:

D. Maria a empregada de Cavaco

Hoje no passeio da hora de almoço pela Worten deparei-me com esta pérola, “D. Maria, A Empregada de Cavaco”:

cavaco

Eu pessoalmente vou aguardar pelo lançamento de “Quim Zé, o limpa piscinas de Cavaco” e de “Sr Vitor, o jardineiro de Cavaco” depois compro a trilogia na caixa especial para coleccionadores.

Até Já

E amanhã temos tarte de amêndoa…

Está dificil de acertar com a receita da tarte de amêndoa! E isto por quê? Porque a nossa tarteira é bastante grande para as receitas que circulam na internet. O que fizemos foi dobrar a receita mas, desta vez, a cobertura não foi suficiente. De qualquer forma está com um ar muito saboroso:

Esta é a receita que utilizo, dobrando as doses:
Base:
150 g de Farinha
100 g de Açúcar
100 g de Manteiga
1 Ovo
1 colher de chá de Fermento em pó
3 colheres de sopa de Leite

Juntar os ingredientes e levar a forno pré-aquecido a 180º cerca de 15 minutos.

tarte de amêndoa  

Recheio:
100 g de Amêndoa (laminada ou palitada)
100 g de Açúcar
125 g de Manteiga
3 colheres de sopa de Leite

Misturar tudo num tachinho, levar ao lume mexendo sempre e assim que levantar fervura contar cerca de 7 minutos (eu deixei só 5). Deitar por cima do bolo e levar ao forno a 180º até ficar no tom desejado, no meu caso esteve cerca de 15 minutos.
E desenformar ainda quente. Eu não desenformei porque a minha tarteira é especial 🙂

tarte de amêndoa  

E o resultado, tcharaaaaan:
tarte de amêndoa

Acabadinhos de chegar de Itália…

Esvaziamos a mala, fizemos 3 máquinas de roupa, descarregamos 2 máquinas de fotografias e filmes e, agora temos, 1 semana inteira de novas experiências por terras italianas para partilhar.
Inicialmente queríamos ir por mais tempo, viajar por mais cidades mas a falta de tempo não deixou e assim decidimos iniciar o nosso roteiro em Veneza, passar por Florença e terminar em Roma.
Os voos foram pela easyjet, comprados há ceca de 3 meses, e as viagens entre cidades foram feitas de comboio (trenitalia), MAS aconselho a comprar o mais rápido que vos for possivel porque os preços variam entre os 9€ e os 56€ (pelo menos), sendo que os mais baratos também esgotam rápido (nós compramos em agosto e o mais barato que conseguimos foi 19€ por percurso, por pessoa).

Veneza

Alerta, alerta!!! Levem a lição estudada sobre: o barco que precisam de apanhar nós fomos pela alilaguna, ou seja, diretamente de vaporetto para Veneza (pode-se ir de autocarro até sta. Luzia e depois apanhar um vaporetto); a paragem mais perto e a localização do hotel. Veneza (nós ficámos na zona de S. Marco) é extremamente pequena e demasiado lotada de turistas (durante o dia, à noite esfumam-se!).
Estivemos 2 dias em Veneza: exploramos a pé grande parte da ilha e no segundo dia ainda fomos de vaporetto (desta vez pela ACTV – compramos bilhete de 24h) a Murano (a ilha do famoso vidro, com o seu nome) e a Burano (uma pequenina com as fachadas pintadas de cores vivas).

  

       

Florença
A passagem por Florença serviu, para além de conhecer a cidade, visitar um amigo.
A zona histórica é pequena mas também apinhado de gente, turistas por todos os lados (nós inclusive). Aqui reservamos a ida ao Ufizzi porque de outra forma a espera era mais longa, para além deste marco do Renascimento, vagueamos pela cidade entrando nas principais igrejas.

   

    

Roma

Passamos 2 dias e meio em Roma, cidade enorme, monumentos impressionantes que atravessam os tempos.
Em Roma não utilizamos transporter públicos. Uma vez que ficamos alojados no Bairro Judeu deslocámo-nos sempre a pé, uma grande estafa, verdade!, mas que nos permitiu conhecer bem a zona turística.
Os pontos principais e que merecem destaque, no 1.º dia: a famosa Fontana de Trevi, o campo de Fiori e a piazza novana. No segundo dia, levantámo-nos cedo e fomos ao Vaticano, depois seguimos para o panteão e jantámos em Trastevere. No último dia: coliseu, Forum romano, Basilica de S. Clemente, Igreja de S. Joao Latrão, Sta Maria Maggiore, entre outros.
Andar pela cidade a descobrir as igrejas, as vielas, os monumentos é também uma boa forma de conhecer a cidade!

            

  

  

E parece que o outono chegou…

Nesta estação do ano (tal como a Primavera) reina a confusão, de manhã, não sabemos o que vestir, à hora do almoço arrependemo-nos do que vestimos, e ao final da tarde arrependemo-nos de não nos termos vestido mais!

Já estava com saudades de um tempo mais fresquinho…
sejas muito bem-vindo!