Orquídeas

Já há um ano que temos aqui em casa orquídeas. Primeiro veio uma, depois outra… Agora temos quatro.
Desde o início que comecei a ler na internet sobre os cuidados que deveria ter com elas.Foram todas adquiridas com flores e botões prontos a rebentar.
Passado um ano, tenho flores que ainda não floriram novamente. Comecei a ficar um bocado preocupada com a saúde delas, no entanto continuavam a crescer folhas sem que florissem.
Iniciei assim a pesquisa sobre as razões que levavam as folhas a crescer sem haver sinais de querem florir.
Da minha pesquisa identifiquei 3 causas possíveis:
1. Água: pelo menos uma vez por semana. Verificar com a ponta do dedo no vaso se a casca de pinheiro se encontra húmida. As phalaenopsis necessitam de ter as raízes sempre húmidas, uma vez que não têm forma de guardar água entre regas é necessário ter bastante atenção de forma a evitar que sequem. Eu rego submergindo-as em água durante 10 minutos. Mas há quem as regue com água a correr.
2. Exposição à luz e ventilação: deverão estar o mais próximo possível das janelas para receberem o máximo de luz possível. Elas gostam de luz direta, desde que não muito forte. No verão deverão ser afastadas um pouco da janela se receberem luz direta, de forma a que as folhas não se queimem.
3. Fertilizantes: eu uso um da KB especial para orquídeas, de 15 em 15 dias misturado na água.

Rapidamente descobri que era da exposição à luz. Há coisa de 2 semanas mudei-as para mais perto da janela e realmente comecei a notar diferenças: espigões das raízes a querem crescer e pequenos nódulos que indicam vir a nascer a haste para florir novamente.

orquídeas   

orquídeas

A minha última aquisição, enquanto espero que as outras voltem a florir:

orquídeas
 

 

 

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *