Oscars 2013 Performance Les Miserables

Les Miserables, mais um apontamento relativo aos Oscars deste ano, a espetacular interpretação do cast deste filme.

Eu ainda não vi o filme, mas hei-de ver, vontade não me falta 🙂

[flickr video=8519948882 w=560 h=315]

Queen Hungarian Rhapsody, o veredito.

Fui ontem (com a rita) às Amoreiras, assistir à estreia em cinema do concerto dos Queen ao vivo em Budapeste em ’86 (ainda no tempo da ex-ussr), grande concerto, com algumas imagens inéditas, apenas de lamentar o som alto de mais e de fraca qualidade, até o DTSzinho aqui de casa se portava melhor. Valeu pela experiência de ver um concerto em cinema daquela que para mim é a maior banda de sempre.

Cheguei ontem a uma (brilhante) conclusão durante o concerto…

…sendo eu um indivíduo que teve o primeiro contato com os Queen em ’91 (com 9 anos), que infelizmente nunca teve o privilégio de ter tido a hipótese de assistir a um concerto ao vivo com o Freddie e sendo eu um indivíduo que se considera um grande fã da banda, todos aqueles vinis, todos aqueles cd’s, todos aqueles dvd’s, assistir aos concertos em 2005 com o Paul Rodgers ter ido o ano passado a Londres ver o Brian no Royal Albert Hall… enfim, tudo… tem apenas um objetivo que nunca conseguirei atingir, sentir aquela emoção, aquela adrenalina que (suponho eu) se sentiria ao ver o Freddie em palco ao vivo.

Só me resta continuar a ver os blurays e dvd’s e imaginar, como seria estar lá.

 

Gangnam Style

Ora cá está o hit do momento, tava farto de ver piadas sobre isto no 9gag sem saber o que era e agora que vi, vai totalmente de encontro às minhas melhoras (piores) espetativas 😀

Gangnam Style …

John Deacon o melhor baixista do mundo …

… na minha opinião, claro 🙂

John Deacon, baixista dos Queen, para muitos o membro menos conhecido da banda devido à sua discrição, um dos meus baixistas favoritos, autor de “One Vision”, “Another One Bites the Dust”, “I Want to Break Free”, entre outras.

Reformou-se em ’91 (com muita pena minha) aquando da morte do Freddie Mercury, tendo tido apenas mais duas aparições como baixista, a primeira no “The Freddie Mercury Tribute Concert” em ’92 e a segunda em ’97 com Elton John e o Béjart Ballet (que vi em 2010 no coliseu de Lisboa e aconselho vivamente) em Paris.

Apesar de ter optado por não participar no projeto “Queen + Paul Rodgers“, deu o seu apoio aos ex-colegas Brian May (Guitarra) e Roger Taylor (Bateria)

O foco fica nele hoje.. Under Pressure, Live at Wembley, foco no John Deacon naquele que é talvez o tema mais conhecido da sua autoria.

[youtube width=”480″ height=”270”]http://www.youtube.com/watch?v=YPaoKxbgKF0[/youtube]